Como tantas outras pessoas, comecei esta minha jornada profissional do zero. Em mim apenas havia uma enorme certeza – querer muito ajudar o maior número de pessoas a desenvolverem vidas mais felizes, tal como eu tinha tido a oportunidade de construir.

Claro que toda a minha formação académica e experiência profissional foram extremamente importantes, permitindo-me ter uma base de trabalho sólida. Mas, foi a minha vivência pessoal que me permitiu tornar especialista na promoção da Felicidade.

que TODOS temos em nós a possibilidade de sermos pessoas felizes! Pois, temos em nós TUDO o que é preciso para isso. Acontece que temos também uma enorme tendência para valorizar o lado pior do que nos acontece, em prol de todas as coisas maravilhosas que acontem todos os dias.

A PSICÓLOGA QUE FOI FAZER COACHING

Vou contar-lhe um segredo. Nem sempre fui assim! Nem sempre tive este nível de certeza.

Apesar de, desde cedo, ter sentido que a minha missão passava por contribuir para a felicidade no mundo. E, de ter trabalhado desenfreadamente nesse sentido durante anos (Licenciei-me em Psicologia, especializei-me em Neuropsicologia, Pós-graduei-me em Psicogerontologia e fiz muitas, mas mesmo muitas outras formações complementares na área comportamental), quando estava mesmo, mesmo quase a conseguir atingi-lo, fracassei.

O cansaço, tristeza, falta de um sentido e propósito perante tudo o que tinha sido o meu percurso de vida até ali, levaram a melhor. Sentia-me profundamente infeliz!

Precisei de muito tempo até tomar a decisão de pedir ajuda para superar esta situação. E, depois, Foram mais de dois anos numa grande aventura pessoal, entre intensos processos de Coaching, Psicoterapia e tantas outras terapias complementares. Mas, isto eu conto-lhe melhor numa outra oportunidade. O importante agora é até onde todo este processo me levou.

Depois de restabelecidade, descobri que afinal o meu sentimento de missão em relação a ajudar as pessoas a serem felizes, tinha sido colocado em causa apenas para que eu o pudesse reforçar internamente, em mim mesma.

Pois foi, precisamente, essa dúvida existencial que me fez procurar incessantemente mais e mais abordagens sobre a Felicidade. Foi isso de que me levou a descobrir o Coaching, a Programação Neurolinguística, a estudar ainda mais sobre Inteligência Emocional e a ler livros e mais livros sobre Psicologia Positiva.

Depois de 3 anos a combinar as melhores técnicas, conceitos e conhecimentos científicos sobre Felicidade, heis que a Psicóloga que foi fazer Coaching porque queria ser Feliz, criou a happinessFactory!

Foram anos de muito trabalho, muito investimento pessoal de energia, tempo e dinheiro. Foram muitas as pessoas que toquei pelos processos individuais que facilitei, mas foram ainda mais as que tive a oportunidade de despertar através de palestras, workshops e processos em equipa, nas empresas. Tenho a certeza que agora, nesta nova fase e com a ajuda do Happy, tudo será ainda maior e melhor.

Agradeço por me ter lido.

Acredito que este foi apenas o inicio de uma bonita relação, no sentido de maiores e melhores niveis de felicidade. 

Qualquer questão estou ao seu dispor.

Um abraço.

Até breve,

©2018 Liliana Patrício | Todos os direitos reservados | Politica de Privacidade